ACESSE

www.aodeusunico.com.br

VEJA NOSSA WEBTV ADVENTISTA BEREANA DO 7º DIA DO VALE DO SÃO FRANCISCO

sábado, 12 de dezembro de 2009

O ANJO DO SENHOR

Olá irmão Heráclito, poderia publicar estes estudo em teu blog? São dois estudos que de certa forma se complementam por se tratar da questão de traduções tendenciosas que influenciam o leitor descuidado da bíblia. É muito útil.

Saudações bereanas, Deus te abençoe.

Marcelo Valle (pode publicar meu e-mail).

O ANJO DO SENHOR – JESUS OU UM MENSAGEIRO ANGELICAL?

A primeira ocorrência da expressão “Anjo do SENHOR” em Êxodo encontra-se no capítulo 3 versículo 2: E apareceu-lhe o anjo do SENHOR em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. (ACF).

A bíblia de estudo plenitude que possui a versão ARC 1995, traduz a palavra anjo com a inicial A maiúscula: Anjo do SENHOR. Ao passo que em outras versões a palavra “anjo” é grafada com a minúsculo.

Transcrevo abaixo 2 notas explicativas da bíblia de estudo Plenitude sobre Êxodo 3: 2-4.

OBS.: Os autores das notas desta bíblia são trinitarianos.

1 – Anjos são criaturas sobrenaturais que existem nos céus, servindo como mensageiros de Deus e como protetores para os seus escolhidos. O “Anjo do SENHOR” era uma manifestação visível de Deus, possivelmente do Cristo pré-encarnado. (Grifos meus).

2 – Um “anjo especial” – O Anjo do SENHOR – difere de todos os outros: Este recebe adoração. Como se explica isto? Nenhum anjo pode ser adorado, isto somente a Deus pertence. O Anjo Lúcifer foi expulso dos céus por tentar receber tal adoração. O mistério é resolvido neste texto no qual revela-se que o Anjo do SENHOR é o próprio SENHOR DEUS (Ver Atos 7:30-32).

Mas como poderiam Moisés e outras personalidades do A.T terem visto a Deus face a face e continuado a viver, sendo que a escritura afirma claramente o contrário (Êxodo 33:20)? Resposta: Porque eles viram o Filho de Deus numa forma pré-encarnada, conhecida no A.T como o Anjo do SENHOR. O Anjo do Concerto - Malaquias 3:1. (Grifos meus).

Agora olhe o que diz o prefácio desta mesma bíblia:

A palavra SENHOR (COM LETRAS MAIÚSCULAS), serve para identificar o Nome de Deus no A.T formado por 4 consoantes hebraicas transliteradas assim: Y-H-V-H.

Desse modo, mesmo o leitor que não conhece a língua hebraica poderá saber quando os escritores bíblicos usaram o nome próprio de Deus: Esse nome ou estará transliterado por “Jeová” ou terá a forma “SENHOR” (com letras maiúsculas). Sabendo que o nome de Deus traduz sua natureza, identificar as passagens que esse nome é usado, será um auxílio para o leitor da palavra de Deus. (Grifos meus).

Observado o que está exposto acima, há muita confusão no que se refere à questão da interpretação de quem é este Anjo do SENHOR. Pelo fato de muitas vezes o próprio Anjo se identificar como DEUS, alguns intérpretes, inclusive o autor da nota, têm sugerido que este Anjo seja o Cristo pré-encarnado, ou seja, a 2a pessoa da Trindade.

Sinceramente, não há razão porque os tradutores convencionaram grafar a palavra anjo nestes e noutros versos com a inicial A maiúscula, sendo que no original hebraico não há esta convenção, pois no hebraico não há, como em muitas línguas, letras maiúsculas e minúsculas. E também pela razão de possuir um significado claro de mensageiro, embaixador.

Diz o dicionário de VINE: Como representante do rei, o malak cumpriria as funções de um diplomático. Em 1 Rs 20.1-3 lemos que Ben-Hadad enviou mensageiros ( malak no plural ) com os termos da sua condição: E enviou à cidade mensageiros, a Acabe, rei de Israel, Que lhe disseram: Assim diz Ben-Hadad: A tua prata e o teu ouro são meus; e tuas mulheres e os melhores de teus filhos são meus. Estas passagens confirmam a posição importante de malak. Honras para o mensageiro equivalem a render respeito a quem o envia.

Observe o conceito de ANJO em 2 importantes dicionários bíblicos:

1 – DICIONÁRIO BÍBLICO DE STRONG

ANJO (Hebraico: Mal´ach) 04397 – Um mensageiro, embaixador; alguém enviado para executar uma tarefa ou entregar uma mensagem.

Algumas ocorrências da palavra ANJO:

2 Crônicas 32:21 – O anjo (mal´ach) que o SENHOR (YHVH) enviou;

1 Samuel 16:19 – Os mensageiros (mal´ach no plural) que Saul enviou a Jessé.

Provérbios 16:14 – O mensageiro (mal´ach) da morte.

Provérbios 17:11 – O mensageiro (mal´ach) cruel.

Salmos 78:49 – Mensageiros de males.

Salmos 104:4 – Mensageiros (em hebreus 1:7 - esta passagem é traduzida como anjos).

Obs.: Nestas passagens, mensageiros são celestes, humanos e até demoníacos.

2 – DICIONÁRIO EXPOSITIVO DE PALAVRAS DO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO EXAUSTIVO VINE (Por ser muito extenso, citarei apenas parte)

O nome malak se encontra 213 vezes no Antigo Testamento hebraico. É mais freqüente nos livros históricos, de onde geralmente têm a acepção de mensageiro:

No livro dos Juízes (31 vezes), 2 Reis (20 vezes), 1 Samuel (19 vezes), e 2 Samuel (18 vezes). O mais significativo lugar está nas frases malak Yahveh, o “anjo do Senhor” e malak Elohim, o “anjo de Deus”. Estas sempre se usam no singular e denotam um anjo que, sobretudo tem a função de salvar e proteger.

A relação entre o Senhor e ele “o anjo do Senhor” é tão próxima que é difícil separar os dois (Gn 16:7ss; 21:17ss; 22:11ss; 31:11ss; Ex.3:2ss; Juizes 6:11; 13:21ss). Esta identificação tem contribuído para que alguns intérpretes concluam que ele “o anjo do Senhor” era o Cristo pré-encarnado. (Grifos meus).

Em termos gerais, na septuaginta (a tradução do A.T para o grego) o termo malak se traduz como anjo e a frase “anjo do Senhor” por angelos Kuriou. As versões em castelhano fazem esta mesma distinção ao traduzir malak simplesmente como “anjo” ou “mensageiro”.

Ficou claro que o significado de ANJO é sem dúvida MENSAGEIRO OU EMBAIXADOR. Por causa da mente destes teólogos estarem impregnadas com a doutrina trinitariana, e às vezes este anjo se identifica como sendo o próprio Deus, eles não vêem outra saída senão em afirmar que este Anjo é o próprio Cristo em uma forma pré-humana, como muitos seguem também esta tendência.

Inclusive acabaram por traduzir Anjo com mais ênfase para dar suporte às suas interpretações, quando anjo está em conexão com a palavra SENHOR. Porém como exposto acima, no original hebraico não há esta convenção de utilizar a palavra anjo nestes versos com a inicial A maiúscula.

É o mesmo caso da palavra “ESPÍRITO” – tanto em hebraico quanto no grego.

Os tradutores da bíblia convencionaram escrever Espírito de Deus com E maiúsculo e espírito do homem ou de outro ser que não sejam Deus e Cristo com e minúsculo, mas no original grego não é assim.

A palavra traduzida por espírito no grego é PNEUMA e RUACH (lê-se RUARR) no hebraico, todas utilizam a mesma forma de escrita, não há diferenças entre maiúsculas e minúsculas.

A passagem no original grego que mostra claramente esta igualdade é 1 Aos Coríntios 2:11, onde o espírito (pneuma) de Deus está escrito da mesma forma que espírito (pneuma) do homem. O fato de Espírito de Deus estar grafado com E MAIÚSCULO, influencia a mente do leitor para que ele pense que se trata de uma pessoa divina ( a 3º pessoa da trindade ).

O mesmo ocorre com Anjo do SENHOR, por Anjo estar grafado com A MAIÚSCULO, muitos leitores tendem a interpretar este anjo como sendo Jesus ( a 2º pessoa da trindade – ver notas explicativas acima).

Agora veja abaixo a tradução da palavra MALAK” em 4 versões diferentes da bíblia, que nesta passagem se refere ao Profeta Ageu.

1 - Então Ageu, o mensageiro do SENHOR, falou ao povo conforme a mensagem do SENHOR, dizendo: Eu sou convosco, diz o SENHOR.( ACF ).

2 - Entonces Haggeo, enviado de Jehová, habló por mandado de Jehová, al pueblo, diciendo: Yo soy con vosotros, dice Jehová. ( Reina Valera 1960 ).

3 - Ageu, enviado do Senhor, falou ao povo segundo o mandato que ele tinha recebido do Senhor: Estou convosco - oráculo do Senhor. ( Versão Católica ).

4 - Então, Ageu, o embaixador do SENHOR, falou ao povo, conforme a mensagem do SENHOR, dizendo: Eu {sou} convosco, diz o SENHOR. ( ARC 1995).

OBS.: NO RODAPÉ DESTA VERSÃO DIZ: OU mensageiro do SENHOR.

O profeta Ageu é Cristo? Por que não? Pois neste verso ele é chamado de Anjo ou mensageiro do SENHOR!!

Portanto como diz o dicionário VINE, estas passagens confirmam a posição importante de malak. Honras para o mensageiro equivalem a render respeito a quem o envia.

Sem dúvida esta é a interpretação coerente com todas estas passagens, inclusive as referentes a Gênesis 32:30, Juízes 6:22, Êxodo 33:20 e outras mais. Com relação à luta de Jacó, o livro do profeta Oséias cap. 12:4 afirma que Jacó lutou foi contra um anjo mesmo que no hebraico é malak (mensageiro) e prevaleceu, sendo um modelo a ser imitado quando alguém está em dificuldades ou precisa passar por alguma transformação do caráter.. O leitor acha mesmo que se Jacó tivesse lutado com Deus, O Pai, ele teria prevalecido?

Quando começarmos a entender os significados de algumas palavras em suas línguas originais como: Deus, espírito, anjo, significados estes que podem ser abrangentes ou restritos e se despojar de conceitos pré-definidos, como os conceitos de Ellen White, por exemplo, veremos estas e outras passagens de acordo com a bíblia somente.

LOGOS - "Verbo" ou "palavra?"

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez. João 1:1

Todas as coisas foram feitas por ela [a palavra], não “por Ele”. Assim as versões em Inglês e português não teriam pressa para concluir, como faz a King James Version de 1611 (influenciada pela versão católica romana Reims, 1582 ) e seus seguidores, que a palavra era uma pessoa, o Filho, antes do nascimento de Jesus.

Se todas as coisas foram feitas por meio da “palavra”, com um “it” na versão em inglês, um significado bem diferente emerge. A palavra “não seria uma segunda pessoa existente ao lado de Deus, o Pai da eternidade”. O resultado é este: um dos principais alicerces dos sistemas tradicionais sobre os membros da Divindade seria removido.

Há mais a ser dito sobre essa frase inocente: No princípio era o Verbo. Não há qualquer justificação no original grego para a colocação de uma letra "V" (maiúscula) em “Verbo” e, portanto, convidando os leitores a pensar que se trata de uma pessoa. Isso é uma interpretação imposta sobre o texto, acrescentada ao que João escreveu. Mas foi isso que ele pretendia? A questão é: O que João e seus leitores entendem por “palavra” do grego “Logos”?

Obviamente há ecos de Gênesis 1:1 e versículos seguintes aqui: “No princípio, Deus criou os céus e a terra... e Deus disse: [usando a sua palavra]”, “Haja luz”.

Deus disse: significa que Deus pronunciou a Sua palavra, o meio de Sua atividade criadora, Sua dicção poderosa. Os Salmos 33:6 fornecem um comentário sobre o Gênesis:

Pela palavra do SENHOR foram feitos os céus. E assim, em João 1:1 Deus manifestou sua intenção, a sua palavra, sua auto-expressão, revelando a criação.

Isaías 45:12,18 – Eu fiz a terra e criei nela o homem; Eu O fiz; As minhas mãos estenderam os céus e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens. Porque assim diz Yahvéh que tem criado os céus, O Deus que formou a terra e a fez; Ele a estabeleceu, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada; Eu sou YAHVÈH e não há outro.

O próprio Jesus afirma categoricamente que O Criador é O Pai, seria uma ótima oportunidade para ensinar que Ele (Jesus) estava presente “pessoalmente” com Deus na criação, veja:

Marcos 10:6 – Porém desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea. (Cf. Mat. 19:4/Ef. 3:9)

Mas absolutamente nada no texto, para além da letra maiúscula intrusiva em “Verbo” em nossas versões, transformando a palavra em um nome próprio, que nos fazem pensar que Deus estava em companhia de outra pessoa - O Filho. A palavra que Deus falou foi na verdade apenas “A PALAVRA DELE: [de] Deus”, a expressão de si mesmo.

No princípio era a palavra, isto é, a palavra de Deus. É evidente que João não disse que a palavra era uma PESSOA.

Claro que a palavra pode se tornar uma porta-voz, e o fez quando Deus se expressou em um Filho - Jesus, trazendo-o para a cena da história.

Hebreu 1:1 diz: Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho. A implicação é que Deus não falou através de um filho ÚNICO ANTES, mas SIM DEPOIS.

Existe uma importante distinção cronológica entre o tempo ANTES do Filho e o tempo DEPOIS do Filho. Houve um tempo em que o Filho ainda não era.

Seria um grave erro de interpretação, descartar o significado de “palavra” na matriz hebraica a partir do qual João escreveu e anexar a ela um significado que nunca teve - uma “pessoa”, um segundo membro de uma suposTrindade divina.

O SIGNIFICADO DE “palavra”

PALAVRA (Gr. logos) – (1) A expressão do pensamento; não o mero nome de um objeto: (a) encarnando uma concepção ou idéia (por exemplo, em Lc. 7:7; 1 Cor. 14:9,19); (b) Um dito ou afirmação. (c) Discurso, prática, dito de instrução. (DICIONÁRIO EXPOSITIVO DE VINE).

PALAVRA (Gr. Logos) - Do ato de falar. Palavra proferida a viva voz que expressa uma concepção ou idéia. O que alguém disse. Discurso, doutrina, ensino. (LÉXICO GREGO DE STRONG).

PALAVRA (Heb. Davar) - Ocorre cerca de 1455 vezes. Em contextos jurídicos, significa disputa (Êxodo 18:16, 19; 24:14), acusação, sentença, a alegação, transferência e disposição... [caso contrário o pedido], decreto, a conversa, o relatório, o texto de uma carta, letra de uma canção, promessa, anais de eventos, mandamento, plano (Gn 41:37; II Sam. 17:14, II Cr. 10:4; Ester 2:2; Sl. 64:5, 6; Isa. 8:10), a língua ... Dan. 9:25: decreto de um rei; [também:] coisa, assunto ou evento.

Um estudo sério da Bíblia exige que nós devemos entender o que PALAVRA significa no contexto do pensamento de João. Os comentadores têm reconhecido por muito tempo que João é completamente judaico em sua abordagem à teologia. Ele está mergulhado na Bíblia judaica.

A “Palavra” apareceu cerca de 1.450 vezes (mais o verbo "falar" cerca de 1.140 vezes) no hebraico bíblico conhecido tão bem por João e Jesus.

O significado padrão de "palavra" é discurso, promessa, comando. Nunca significou um ser pessoal - nunca “o Filho de Deus”. Nunca significou um porta-voz. Pelo contrário, a palavra significava o índice geral da mente - uma expressão, uma palavra. Existe uma vasta gama de significados para a “palavra” de acordo com uma fonte padrão. “Pessoa”, no entanto, não está entre esses significados.

A conclusão que parece surgir da análise de João 1:1-14 é que somente no verso 14 [a palavra se fez carne], que podemos começar a falar de um LOGOS PESSOAL. O texto usa muito bem uma linguagem “impessoal” – [se fez carne].

Antes do versículo 14 estamos no mesmo âmbito como falaram os pré-cristãos sobre a sabedoria e o logos, estamos tratando com PERSONIFICAÇÕES em lugar de pessoas, AÇÕES PERSONIFICADAS DE DEUS em lugar de um Ser Divino individual como tal.
O ponto está obscurecido pelo fato de que temos que traduzir LOGOS como ELE através do texto. Porém se traduzirmos LOGOS como “MANIFESTAÇÃO OU EXPRESSÃO DE DEUS” se fará mais evidente que o texto não necessariamente tem a intenção de que se pense no LOGOS dos versos 1 a 13 como um ser divino pessoal. Em outras palavras, o significado revolucionário do versículo 14 marca muito bem não só a transição no pensamento do texto da preexistência à encarnação, senão também a transição da personificação impessoal à pessoa real.

Que O Único Deus, O Pai, abençoe a todos. (COMENTEM).
BLOG: O fato de estar publicado no Blog, não quer dizer que compartilhamos do pensamento do autor. Esse é um assunto para ESTUDO e DEBATE.

9 comentários:

  1. Saudações em Cristo!!
    Gostaria que os leitores deste artigo atentassem bem para os detalhes expostos sobre a questão de como os trinitarianos interpretam este "Anjo do SENHOR" e consequentemente como interpretam "O Logos" do evangelho de João. Entender estes detalhes, mesmo que pequenos, causam uma grande diferença e removem o alicerce tão "rígido e engessado" que a doutrina da trindade causou, inclusive nos pioneiros adventistas do 7 dia. Costumo dizer que quem não "DEBATE" os assuntos bíblicos não cresce e vive com sua mente ENGESSADA, pois apenas vê um lado da interpretação ou apenas repete ensinos que seus fundadores tradicionalmente adotaram. Este assunto é para DEBATE E enxergando nele a verdade, é para a prática também, pois creio firmemente nesta mensagem pois ela está com base bíblica. O Único Deus, O Pai, vos abençoe.
    Marcelo

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante o pensar do irmão, transcorre dentro de uma lógica impecavel da sintaxe e do léxico da palavra, no grego e no portugues,no entanto, e deixado de se evidenciar, que a Septuaginta, foi traduzida por sábios judeus que sem dúvidas ocultaram o nome do Criador, seguindo e obedecendo os Mandamentos do Eterno, e tudo que possa se relacionar com o Seu D'us. MAS O FATO MAIS CONCOMITANTE E DEVERAS ESQUECIDO É QUE ESTAMOS FALANDO DE UM CRIADOR ETERNO E VIVO, OU SEJA, ESCUTA, FALA, REVELA...ENTRETANTO; O ENSINAMENTO DE JR 33:3 FICOU ESQUECIDO, OU É USADO APENAS NO INTUITO MATERIAL, por isso, tanta teologia para explicar o óbvio "Clama a Mim (maiúscula)e responder-te-ei..." simples assim, elementar...coisas de criança...tem que ter coração de criança...

    Só um coments. Apostolo Izail Monteiro
    apostoloizailinam7@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Como sabemos Deus NUNCA foi visto por mortais, porém este MENSAGEIRO (anjo do Senhor) foi visto e adorado e o mesmo se apresentou como sendo o próprio Deus.

    Ora sabemos que o Filho de Deus leva o NOME de Deus e que o mesmo pode ser adorado.

    Portanto cremos que este MENSAGEIRO por ser adorado e se intitular Deus, era na verdade o Filho de Deus e não o próprio Deus.

    Figueiredo

    ResponderExcluir
  4. É verdade Sr. Apóstolo Izail, o óbvio ficou esquecido, muitas das vezes há a necessidade de se aplicar conceitos teológicos para se explicar passagens bíblicas porque os homens se afastaram da simplicidade que está em Cristo e criaram suas próprias denominações. Interessante em Jeremias 33 é que no versículo 2, Jeremias utiliza o nome do Criador, que na tradução ficou como SENHOR - com letras maiúsculas, retirando o verdadeiro sentido que a mensagem quer comunicar. Se alguem te perguntasse qual o nome do seu Deus, você diria que é SENHOR? Ou diria que o nome dele é Yahweh (formado pelas quatro consoantes hebraicas YHVH?).
    Yahweh te abençoe e te guarde.
    Marcelo.

    ResponderExcluir
  5. Se O Filho de Deus algum dia foi um anjo, então terei que retirar da minha bíblia os versículos 4,5,13 e 14 de Hebreus 1 e os versículos 2, 5 e 7 de Hebreus 2, cuja claridade é inquestionável. As pessoas sempre se apoiam na questão da "adoração" para alegar que este "anjo" era Jesus, desconhecendo que prostrar-se ou inclinar-se era uma atitude muito comum nos tempos bíblicos (veja Gênesis 23:7, 8 e 12) - Abraão “adorou” / “inclinou-se” (heb.: shachah) diante dos líderes de uma terra estrangeira sem contudo querer significar uma adoração como fazemos com Deus. Quanto a levar o nome de "Deus", em Exodo 7:1 Moisés recebeu este Nome (titulo)também, mas não vejo nenhum cristão literalmente adorando Moisés???!! (veja exodo 4:16).
    Marcelo Valle.

    ResponderExcluir
  6. Meu irmão Marcelo, como voce mesmo explanou ANJO significa:

    ANJO (Hebraico: Mal´ach)– Um mensageiro, embaixador; alguém enviado para executar uma tarefa ou entregar uma mensagem.

    Portanto, podemos dizer que o "anjo" do Senhor é o Filho de Deus, pois a palavra traduzida para ANJO, nem sempre quer dizer anjo no sentido literal. A palavra quer dizer um MENSAGEIRO de Deus ou EMBAIXADOR de Deus, Alguém enviado por Deus para executar uma tarefa ou entregar uma mensagem.

    Então eu não vejo nenhum mal em afirmar que o Filho de Deus é um MENSAGEIRO de Deus... Ora o Filho de Deus é o maior e melhor REPRESENTANTE, MENSAGEIRO ou EMBAIXADOR de Deus. O Pai falou através do Filho em todas as épocas e ainda fala aos nossos corações.

    Figueiredo.

    ResponderExcluir
  7. Sim irmão Figueiredo, o irmão está corretíssimo em sua explicação. O fato a que me refiro, porém, é considerar que este "Anjo do SENHOR" descrito nas passagens de Exodo 3:2-4 e passagens correlatas, seria o próprio Jesus em uma forma pré-encarnada atribuindo-lhe portanto uma pre-existencia. Tanto os trinitarianos como alguns bereanos infelizmente interpretam da mesma forma estes versículos, pois consideram que Jesus teve uma existencia anterior ao seu nascimento aqui na terra. É justamente este detalhe que procuramos mostrar, que este Anjo do SENHOR não foi Jesus numa forma anterior, pois Jesus teve seu nascimento (origem), quando foi concebido pelo espírito Santo no ventre de Maria.

    Eu não nego que Ele não seja Filho de Deus, adicione a isto os versículos citados de Hebreus que "refutam" a teoria de que Jesus teria sido um anjo literalmente falando. Não seria bem mais fácil estar atento ao que a bíblia afirma, sem criar teorias em torno desta questão? Veja o que defendo:

    Mateus 1:18 - Ora, o "nascimento (gr. genesis - origem)" de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

    Mateus 1:22,23 - Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz; Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco. (Leia mateus 2:1-6).

    Obs.: Mateus cita a profecia para confirmar que o nascimento de Jesus estava profetizado antes, não teria sentido esta profecia se Jesus já existisse.

    Lucas 1:31,32 - E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

    Lucas 1:35 - E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, "SERÁ CHAMADO FILHO DE DEUS".

    Lucas 2:11 - Pois, na cidade de Davi, vos "nasceu hoje o Salvador", que é Cristo, o Senhor.

    Romanos 1:2,3 - O qual antes prometeu pelos seus profetas nas santas escrituras, Acerca de "seu Filho", "que nasceu da descendência de Davi segundo a carne".

    Veja amado, que para Mateus, Lucas e Paulo, Jesus é o Filho de Deus que "nasceria", descendente de Davi, apenas quando chegasse o tempo profetizado para que isso ocorresse e não como se especula por aí, uma suposta geração na eternidade.

    E mais, segundo Hebreus 1:1 - Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho.

    A implicação é que Deus não falou através de um filho ÚNICO ANTES, mas SIM DEPOIS.

    Existe uma importante distinção cronológica entre o tempo ANTES do Filho e o tempo DEPOIS do Filho. Houve um tempo em que o Filho ainda não era (existia).

    Veja por favor os artigos sobre o tema da preexistencia de Jesus no site www.adventistas-bereanos.com.br.

    Deus, O Pai, te abençoe.
    Marcelo Valle.

    ResponderExcluir
  8. Apostolo Izail Monteiro10 de outubro de 2010 02:39

    É... Vemos que teologicamente, todos conseguimos no texto explicar o contexto para evitar o pretexto. No entanto, quando entre nós carnalmente, sentado e ladeado pelos apóstolos mais intimos, revelava-lhes o sentido de suas parabolas e mesmo assim não era entendido e até compreendido. Vale ressaltar ainda a simplicidade do texto que narrou o profeta Isaías, ele será chamado EMANUEL (DEUS CONOSCO), e só Ele, apenas Ele é digno de toda honra e adoração, saiamos dos pretextos e entremos nos contexto....Clama a mim...o D'us de Israel. Temos que viver o presente, anelando o futuro eternal, sendo hoje já o último dia com o seu mal... Aliás quase um ano sem postar comentarios.

    ResponderExcluir
  9. É...mais 2 anos se passaram e parece que o assunto cessou; mais o anjo do Criador continua procurando verdadeiros adoradores Ele é tbm o Consolador. Mais como está escrito: ""E por se multiplicar a iniquidade o amor de muitos esfriará."" Que neste ano o Santo de Israel possa te visitar e fazer teus dias mais felizes.

    Apostolo Izail Monteiro.

    ResponderExcluir